Minas On-line
Minas On-line
Ir para o menu| Ir para Conteúdo| Acessibilidade Alternar Contraste | Maior Constraste| Menor Contraste

Instituto Mineiro de Agropecuária - IMA

IMA reafirma em seminário importância dos produtores nas ações de defesa agropecuária

PDFImprimirE-mail

Evento realizado em Poços de Caldas prossegue até 7/12 discutindo vários temas voltados para a sanidade da produção agrícola de Minas

sedeve0512

POÇOS DE CALDAS (5/12/2017) - O diretor-geral do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) Marcílio de Sousa Magalhães reforçou hoje  na abertura do II Seminário  de Defesa Vegetal do Estado de Minas Gerais (Sedeve), em Poços de Caldas,  a importância da parceria dos produtores rurais com o Instituto no cumprimento das normas de defesa sanitária vegetal que protegem a produção agrícola de pragas e doenças. O Sedeve é uma realização do IMA em parceria com o Ministério da Agricultura.

“A defesa agropecuária começa da porteira para dentro da propriedade, daí a importância da participação dos produtores, pois não basta que tenhamos as normas. É necessária a participação ativa dos produtores, dos responsáveis técnicos e dos agrônomos ”, disse.  Magalhães ressaltou a importância das ações de defesa com o controle e erradicação de pragas nas lavouras, principalmente quando o Brasil consolida sua posição como um dos maiores exportadores de alimentos do mundo,  o que é viabilizado justamente pelo status sanitário nacional.

O diretor Técnico do IMA Thales Almeida Pereira Fernandes traçou um breve panorama da defesa agropecuária realizada pelo IMA em várias frentes como  a fiscalização do comércio de sementes e mudas, de forma a evitar a propagação de pragas. A cada ano o IMA realiza cerca de 5.200 fiscalizações destes produtos.

Ele falou também sobre os bons resultados obtidos com o vazio sanitário do feijão, soja e algodão, reduzindo a incidência  de pragas nas lavouras destes produtos. “Nos últimos três anos não houve sequer um auto de infração aplicado a agricultores em relação ao vazio do feijão, o que significa o acerto da medida e o grau de conscientização dos produtores”, disse.  No caso do vazio sanitário do algodão não há autos desde 2011. A diminuição do bicudo do algodoeiro tem ajudado na recuperação do algodão no mercado.  “Em relação à soja, houve somente uma infração nos dois últimos anos”, relatou.

Thales Fernandes lembrou que  Minas Gerais  continua liderando em âmbito nacional a fiscalização do uso e do comércio de agrotóxicos, com quase 30% das fiscalizações realizadas em todo o país. E que, nesse cenário, a parceria com o Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (Inpev)  em relação aos postos de recebimento  e a coleta itinerante de embalagens vazias de agrotóxicos e de produtos impróprios  tem facilitado a vida dos agricultores e ajudado a “limpar o campo”.

Acordos internacionais – Augusto Carlos dos Santos  Pinto, engenheiro agrônomo da Superintendência Federal da Agricultura em Minas representou o Ministério da Agricultura no evento. Ele falou  sobre os acordos internacionais aplicados à defesa sanitária brasileira , cujo cumprimento é importante para que o país exporte para o mercado internacional soja, carne e produtos vegetais, entre outros.  ‘As medidas adotadas pelo Brasil precisam estar de acordo com a Convenção Internacional de Proteção dos Vegetais  (CIPV)  da Organização Mundial do Comércio (OMC)’, relatou.

O II Sedeve prossegue até a quinta-feira, 7, reunindo engenheiros agrônomos, técnicos em defesa vegetal, servidores do IMA e do Sistema da Secretaria de Agricultura de Minas , profissionais e representantes da iniciativa privada. O objetivo é discutir as ações de defesa sanitária vegetal em Minas e os impactos gerados na sustentabilidade agrícola.

Paralelamente está sendo realizado o 86º. Curso de Certificação Fitossanitária de Origem (CFO) com a presença de profissionais de Minas e de outros estados. O curso habilita engenheiros agrônomos e florestais a emitir os certificados que atestam a sanidade de determinada produção vegetal, permitindo que a mesma seja comercializada em Minas e nos demais estados brasileiros.

IMA|

Cidade Administrativa Tancredo Neves - Ed. Gerais - 10º andar - CEP: 31.630-901 - Belo Horizonte - MG - Tel.: (31) 3915-1000

Todos os direitos reservados - Aspectos Legais e Responsabilidades