Ir para o menu| Ir para Conteúdo| Acessibilidade Alternar Contraste | Maior Constraste| Menor Contraste

Instituto Mineiro de Agropecuária - IMA

Vespa da Madeira

PDFImprimirE-mail


Em Minas Gerais, a produção, comercialização e transporte de madeiras de Pinus estão sujeitos à fiscalização fitossanitária do IMA, cujas ações englobam: 

- o cadastro das Unidades de Produção e de Consolidação de madeira de Pinus,

- emissão da Permissão de Trânsito Vegetal - PTV, fundamentada no CFO/CFOC, com Declaração Adicional que a carga está isenta da praga Sirex noctilio,

- fiscalização da documentação sanitária exigida durante o transporte da madeira e de seus subprodutos como: tora, tábua e ripas.

A PTV é expedida nos escritórios do IMA e a vistoria da documentação acontece nas barreiras de fiscalização sanitária e em blitze.


Vespa da Madeira

A Vespa da Madeira é a principal praga que atinge as plantações de Pinus.

Foi introduzida no Brasil em 1988 e constatada nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, causando um grande prejuízo econômico. Em Minas Gerais foi encontrada em 2004 no município de Camanducaia.

A fêmea, ao efetuar a postura, coloca no interior da árvore, juntamente com seus ovos, um muco fitotóxico e esporos de um fungo. O muco altera os processos fisiológicos da planta, afetando sua capacidade de defesa, enquanto o fungo fecha os vasos de condução da seiva causando assim a morte lentamente da planta. Os ovos dão origem às larvas que, ao se alimentarem do fungo e da madeira, constroem galerias que afetam a qualidade da planta.

Os sintomas do ataque da praga nas árvores são: clorose nas acículas, respingo de resinas na casca, galerias no interior da madeira, manchas azuladas causadas por fungos oportunistas e orifícios de emergência.