Ir para o menu| Ir para Conteúdo| Acessibilidade Alternar Contraste | Maior Constraste| Menor Contraste

Instituto Mineiro de Agropecuária - IMA

Cancro da Videira

PDFImprimirE-mail


O trabalho de fiscalização e controle desta praga inclui:

- cadastro obrigatório de viveiros de produção de mudas,

- cadastro e definição de regras para construção das instalações dos viveiros destinados a produção de mudas,

- emissão da Permissão de Trânsito Vegetal - PTV, fundamentada no CFO/CFOC, com Declaração Adicional que a carga está isenta de Xanthomonas campestris pv. viticola,

- fiscalização dos documentos sanitários exigidos para o transporte de vegetais e material de propagação da videira, e

- determinação de normas para a erradicação de plantas e interdição de propriedades.


Cancro da Videira


A doença detectada pela primeira vez no Brasil em 1998 é causada pela bactéria Xanthomonas campestris pv. Viticola.

Os sinais do Cancro da Videira são: ramos com fissuras longitudinais em forma de cancro, nervuras com necroses, presença de manchas pequenas nas folhas, amadurecimento desuniforme dos frutos e presença de lesão necrótica, geralmente na base dos frutos. Os sintomas comprometem os ramos produtivos e reduzem a produção.

A disseminação do patógeno ocorre através de material propagativo infectado, material de colheita e de tratos culturais.